COMBATE ÀS FAKE NEWS

MonitoR7 Crianças que desafiam Zelenski são amarradas em postes e torturadas?

Crianças que desafiam Zelenski são amarradas em postes e torturadas?

Post no Twitter afirma que menores são castigados por questionar o presidente da Ucrânia ou por ser descendentes de russos

  • MonitoR7 | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Usuário do Twitter afirmou que crianças estariam sendo torturadas por questionar Zelenski.

  • Foto utilizada como prova mostra uma criança amarrada em um poste com fitas.

  • Segundo ONG, não há informações de tortura de crianças pelo governo da Ucrânia.

  • Jornalista afirmou em março de 2022 que foto mostra um menino suspeito de roubos em Lviv.

Foto mostraria jovem suspeito de roubo

Foto mostraria jovem suspeito de roubo

Reprodução Twitter/Alternative News

Um tuíte que já alcançou cerca de 150 mil pessoas dá a entender que crianças ucranianas que desafiam o presidente do país, Volodmir Zelenski, são punidas por tal ação.

Na foto divulgada pelo perfil Alternative News, o jovem com a cara pintada está amarrado com fita adesiva em um poste. Segundo a publicação, esse tipo de situação acontece com jovens que questionam Zelenski ou são de origem russa.

“Crianças são punidas se questionam Zelenski ou se são descendentes de russos, assim como milhões na Ucrânia. O que há de novo nesta foto é que um soldado aparece. Não é uma ação de uma multidão, mas [algo] planejado por Zelenski e seus patrocinadores ocidentais. Não deveríamos ser melhores que isso?”, questiona o tuíte.

O site Lead Stories, especializado em checar a veracidade de publicações desse tipo, não encontrou evidências que mostrem que Zelenski ou o governo da Ucrânia estejam realizando ações assim no país.

O portal entrou em contato com a organização de direitos humanos Human Rights Watch, que desconhece qualquer tipo de infração nesse sentido na Ucrânia. A Anistia Internacional e o Alto Comissariado para Direitos Humanos da ONU também foram procurados, mas não responderam.

O Lead Stories descobriu também que a foto foi publicada em 31 de março de 2022 pelo jornalista Brecht Castel, que explicou a origem da imagem. Segundo o repórter, a criança foi amarrada ao poste após ter cometido um roubo em Lviv.

A imagem, todavia, é utilizada constantemente como propaganda russa a favor da guerra.

Exercício da Otan reúne tanques, helicópteros e foguetes

Últimas