Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

MonitoR7 Criatividade e má-fé fazem viralizar vídeo em que morto teria se mexido na Ucrânia

Criatividade e má-fé fazem viralizar vídeo em que morto teria se mexido na Ucrânia

Gota no para-brisa do carro que faz a filmagem é confundida com movimento de cadáver em registro feito após a carnificina 

  • MonitoR7 | Diego Alejandro, do R7*

"O mal absoluto invadiu nossas terras", afirmou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

"O mal absoluto invadiu nossas terras", afirmou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Ronaldo Schemidt/AFP - 02.04.2022

Um vídeo do massacre de Bucha, cidade ucraniana que foi ocupada pelas tropas russas nos últimos dias, não mostra um cadáver levantando a mão. O efeito se deu apenas por uma gota no para-brisa do carro onde estava o autor da gravação. Além disso, a criação da fake news contou com a inesgotável criatividade dos usuários das redes sociais.

Na montagem da conta @AuroraIntel, é possível ver isso nitidamente. O usuário põe ao lado o mesmo vídeo, mas com filtros diferentes. No preto e branco, a gota preta se destaca e mostra que não se trata de uma mão. Veja a seguir:

A filmagem se tornou muito famosa no muito inteiro, atingindo mais de um milhão de visualizações no Twitter.

Para desqualificar as acusaçõs sobre o massacre, o Ministério da Defesa da Rússia, e grande parte da mídia estatal do país que invadiu a Ucrânia, reproduziu a gravação, afirmando que “um homem morto move a mão”. A estratégia foi a de colocar em dúvida as atrocidades cometidas na guerra e colocar as imagens como uma farsa armada pelos governos americano e ucraniano.

Mais de 400 corpos de civis foram recolhidos das ruas de Bucha nos últimos dias, tomada pelas forças russas em 27 de fevereiro. A cidade foi palco dos piores combates desde que a Ucrânia foi invadida pela Rússia, em 24 de fevereiro.

Com a retirada recente dos soldados do local, os bombardeios cessaram e cenas macabras foram descobertas, como cidadãos mortos com as mãos amarradas nas costas, cadáveres de motoristas esmagados por tanques dentro de seus carros e dezenas de pessoas jogadas em valas comuns.

As cenas de terror levaram diversas autoridades ao redor do mundo a darem declarações repudiando a chacina.

O presidente ucraniano Volodimir Zelenski chamou nesta segunda-feira (4) os soldados russos de "assassinos, torturadores, estupradores, saqueadores". Já o secretário-geral da ONU, António Guterres, cobrou a realização de uma investigação independente que aponte para as responsabilidades das mortes de civis na cidade de Bucha.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

*Estágiario do R7, com edição de Marcos Rogério Lopes.

Últimas