Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

MonitoR7 Fifa volta a ser alvo de fake news e desmente possibilidade de partidas com 100 minutos

Fifa volta a ser alvo de fake news e desmente possibilidade de partidas com 100 minutos

Federação desmentiu reportagem de jornal italiano que falava em mudanças nas regras dos jogos de futebol já na Copa do Catar

  • MonitoR7 | Ana Luiza Pêgo, do R7*

Presidente da Fifa, Infantino teria justificado necessidade de partidas mais longas

Presidente da Fifa, Infantino teria justificado necessidade de partidas mais longas

Lance! Galerias

A Fifa negou que está estudando a possibilidade de aumentar o tempo de duração dos jogos de futebol, de 90 para 100 minutos, já na Copa do Catar, no fim deste ano.

Durante esta semana, o jornal Corriere dello Sport, da Itália, noticiou essa suposta intenção, o que já foi suficiente para mobilizar a mídia mundial, os fãs do esporte e até a própria Fifa.

A federação publicou em seu Twitter uma breve nota em que esclarece a questão. "Não haverá alterações nas regras referentes à duração das partidas de futebol para a Copa do Mundo Fifa Catar 2022 ou qualquer outra competição", diz a entidade.

Veja abaixo o tuíte na íntegra:

Segundo a notícia do Corriere dello Sport, tradicional jornal italiano dedicado a esportes, a ideia era começar a mudança já na próxima Copa do Mundo, que será disputada a partir de novembro, no Catar. De acordo com o jornal, a alteração nas regras seria uma vontade do presidente da Fifa, Gianni Infantino.

A motivação do presidente seria aproveitar melhor a duração das partidas, já que a bola "não está rolando". Infantino teria inclusive analisado que o público e os patrocinadores "pagam os 90 minutos, não os 50 que são realmente jogados". 

Lateral com o pé e substituição ilimitada

Não é a primeira vez que a Fifa precisa desmentir rumores desse tipo que surgem na mídia internacional. Em julho do ano passado, por exemplo, jornais estrangeiros publicaram que a federação estudava testar mudanças nas regras do futebol em um campeonato sub-17 na Holanda.

As supostas novas regras incluíam substituições ilimitadas, cobrança de lateral com os pés, cinco minutos de suspensão por cartão amarelo e a paralisação no cronômetro quando a bola estivesse fora de jogo. A federação teria até conversado com o órgão que regulamenta as regras do futebol, o Ifab, para tratar do assunto.

Era tudo mentira. Aliás, as mudanças não foram bem recebidas pelo público em geral. Na ocasião, a Fifa publicou um comunicado em que negava as informações. Também pelo Twitter, a federação desmentiu a fake news.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 99240 7777.

* Estagiária do R7, com edição de Marcos Rogério Lopes

Últimas