Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

MonitoR7 França teve piquenique-protesto contra passaporte sanitário?

França teve piquenique-protesto contra passaporte sanitário?

Vídeo mostra franceses reunidos em frente a restaurantes que proíbem a entrada de não-vacinados

Protesto contra passaporte sanitário em Marselha, na França

Protesto contra passaporte sanitário em Marselha, na França

AFP /Arquivo

Desde o começo de agosto, na França, a entrada em estabelecimentos de lazer, bares, restaurantes, aviões, trens e shoppings passou a exigir um certificado de saúde. A medida é parte da estratégia nacional de combate à proliferação da Covid-19. Para todos os lugares com capacidade a partir de 50 pessoas passou a ser obrigatória a apresentação dessa espécie de "passaporte sanitário". 

O documento que libera a entrada nestes locais  pode ser um comprovante das duas doses da vacina, um teste PCR negativo feito nas últimas 48 horas ou um atestado de que a pessoa se recuperou da Covid-19 nos últimos seis meses.

Em vários pontos da França surgiram movimentos contrários à exigência. A cidade de Reims, no Nordeste francês, foi um destes locais. Por semanas seguidas, os manifestantes foram às ruas, em protesto contra o passaporte sanitário.

Um destes atos de protesto aconteceu nesta quinta-feira(25) e chamou a atenção pelo formato inusitado. O vídeo que mostra o ato viralizou e no mesmo dia chegou a grupos brasileiros de mensagens por aplicativos.

Os opositores do passaporte sanitário em Reims organizaram um piquenique comunitário em frente aos restaurantes que exigem comprovante de vacinação. Com cerca de 9 mil visualizações, a mensagem que acompanha a filmagem ressalta que as famílias ali reunidas estavam "livres e felizes, jantando juntas.". O objetivo é mostrar que se continuarem exigindo os comprovantes previstos pela lei, os restaurantes vão perder clientes.

Entre os organizadores do protesto estão integrantes de um grupo no Facebook, chamado "Reims Révolté Anti Pass Sanitaire"(Reims se revolta contra o passaporte sanitário, em tradução livre). Na página do grupo, desde o último dia 21 era possível saber hora, local e sugestões do que poderia ser levado ao evento. 

O encontro aconteceu na praça D'Erlon, em Reims. O local foi escolhido por concentrar restaurantes que exigem o comprovante de vacinação, como determina o governo francês. No vídeo é possível ver alguns destes estabelecimentos. Muitos, aliás, com mesas ao ar livre, bem próximas do local em que os manifestantes organizaram o piquenique. Com os bares e restaurantes mais vazios do que o normal, o piquenique reuniu centenas de manifestantes no chão da praça. 

De acordo com dados da Our World in Data, organização do Reino Unido que coleta e disponibiliza dados do mundo inteiro, a França já vacinou 38 milhões de pessoas. O equivalente a 57% da população.

Você tem uma informação que gostaria que fosse checada? Envie mensagem para o Monitor7, por WhatsApp ou Telegram: (11) 9-9240-7777

É fato que franceses protestaram contra passaporte de vacinação com "piquenique gigante"

É fato que franceses protestaram contra passaporte de vacinação com "piquenique gigante"

Reprodução/Arte R7

Últimas