Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

MonitoR7 General dos Estados Unidos criticou vacinação obrigatória de soldados?

General dos Estados Unidos criticou vacinação obrigatória de soldados?

Postagem reproduz telefonema "acalorado" entre comandante dos Fuzileiros Navais e secretário de Defesa do governo americano

Fuzileiros navais dos Estados Unidos

Fuzileiros navais dos Estados Unidos

Tom Brenner/Reuters /Arquivo

Circula em postagens nas redes sociais a transcrição de uma conversa telefônica entre o comandante dos Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, David H. Berger, e o secretário de Defesa daquele país, Lloyd Austin. Nela, o militar, de forma ríspida, diz ser contra a vacinação obrigatória contra a Covid-19 para seus comandados. Um leitor do MonitoR7 pediu que as informações fossem verificadas.

No diálogo, Berger diz ao secretário que as vacinas seriam “potencialmente perigosas” e que o governo esconde da população a relação dos imunizantes com "milhares de mortes". A reação do fuzileiro, que na conversa chama o secretário de “covarde e traidor”, teria ocorrido  após Lloyd ameaçar submeter todo um pelotão à vacinação, sob “ameaça da corte marcial”, que é uma espécie de tribunal de guerra.

As postagens trazem informação falsa. O texto original, publicado em inglês, tem quase meio milhão de visualizações e foi publicado inicialmente pelo site “Real Raw News”. No site é colocado um aviso de que “as informações são para fins informativos e educacionais e de entretenimento". A página de internet se identifica como um veículo de humor, paródia e sátira.

O Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos também confirmou que o artigo em questão é uma sátira e não reflete uma conversa verdadeira entre as duas autoridades. A publicação também mente ao dizer que o governo irá levar militares não-vacinados para corte marcial.

O fato é que, em agosto, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, determinou a vacinação obrigatória para todos os interegrantes das Forças Armadas. Soldados e outros militares que  recusarem a se imunizar poderão ser suspensos e até mesmo dispensados de suas funções.

Você tem uma informação que gostaria que fosse checada? Envie mensagem para o MonitoR7, por WhatsApp ou Telegram: (11) 9-9240-7777

Publicação traz diálogo falso entre comandante dos Fuzileiros Navais e secretário do governo

Publicação traz diálogo falso entre comandante dos Fuzileiros Navais e secretário do governo

Reprodução/ Artes: R7

Últimas