Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

MonitoR7 Protestos transformaram Ilha francesa em 'cenário de guerra'?

Protestos transformaram Ilha francesa em 'cenário de guerra'?

Em Guadalupe, departamento francês no Caribe, protestos e confrontos levaram ao fechamento de escolas e farmácias

Na cidade de Guadalupe, pertencente à França, moradores vivem caos por conta de protestos contrários à política de vacinação obrigatória dos trabalhadores, imposta por Macron

Na cidade de Guadalupe, pertencente à França, moradores vivem caos por conta de protestos contrários à política de vacinação obrigatória dos trabalhadores, imposta por Macron

Reprodução/Redes Sociais

Circulam nas redes sociais, principalmente grupos de troca de mensagem, vídeos de protestos com vandalismo e destruição na ilha de Guadalupe, território localizado no Caribe e de domínio francês. As imagens mostram civis e policiais participando dos conflitos e promovendo um caos generalizado. Uma das publicações recebeu mais de 1,5 mil visualizações, até o momento dessa checagem.

Trata-se de uma onda de protestos que ocorrem na ilha há cerca de uma semana. O motivo da revolta é a obrigatoriedade da imunização, que foi sancionada para bombeiros e profissionais de saúde, além de um comprovante de vacinação para restringir o acesso aos locais públicos. As medidas de controle sanitário implementadas em Guadalupe são bastante semelhantes às adotadas na França continental, desde o começo da pandemia.

Os protestos vêm sendo marcados por confrontos entre policiais e manifestates, furtos, incêndios em prédios e carros sendo queimados. Durante o último fim de semana, as autoridades de Paris enviaram policiais de elite e oficiais de contraterrorismo para tentar conter a violência das manifestações. A população da ilha é de quase 400 mil habitantes.

No domingo (21), a polícia local anunciou a prisão de 38 pessoas que violavam o toque de recolher e ainda saquearam e incendiaram lojas e farmácias. Dois oficiais ficaram feridos. O toque de recolher, das 18h00 às 5h00, está previsto para acabar na próxima terça-feira (30).

O presidente da França, Emmanuel Macron, qualificou a situação de Guadalupe como "explosiva". Macron ainda acrescentou: "Não brincamos com a saúde e não vamos deixar que se jogue com a saúde dos franceses por causa de lutas políticas internas". 

O primeiro-ministro Jean Castex;, o ministro dos Territórios Ultramarinos, Sebastien Lecornu; e o ministro da Saúde, Olivier Veran, marcaram para a próxima segunda-feira uma reunião de caráter emergencial com as autoridades de Guadalupe, para discutir a situação da ilha.

As barricadas montadas pelos manifestantes também causam transtornos para os moradores. De acordo com o Ministério da Educação, o tráfego foi impedido por conta dos protestos, o que forçou o fechamento das escolas. Além disso, algumas fármacias foram destruídas durante os conflitos. A prefeitura de Guadalupe afirma que "gangues organizadas" se juntaram às manifestações. 

Em um comunicado, as autoridades locais afirmaram que algumas das barreiras já foram desmontadas. "A situação continua incerta no que diz respeito ao tráfego rodoviário e a possibilidade de funcionários e alunos circularem sem problemas e com segurança parece comprometida nesta fase" diz trecho do comunicado.

O principal sindicato local, o UGTG, convocou as pessoas para continuarem as manifestações. Além de contrário à vacinação obrigatória, o grupo entende que os protestos servem para mostrar "a profundidade do sofrimento, desigualdade, pobreza e exclusão sentida pelas pessoas, nomeadamente os jovens e os idosos" como disse o secretário-geral da UGTG, Maite Hubert M'Toumo.

Assim, as mensagens que circulam em redes sociais falando sobre a ilha de Guadalupe estar sob grande onda de protestos violentos contra a obrigatoriedade da vacinação são verdadeiras. Entretanto, algumas das publicações carregam no tom alarmista e outras acrescentam teorias conspiracionistas, que não tem relação comprovada com as manifestações. Além disso, é verdade que a França mandou forças policiais para reprimir e tentar controlar os atos dos protestantes. 

Na França, cerca de 70% da população está completamente vacinada. Número distante da taxa de imunização de Guadalupe, já que menos de 50% da população adulta está totalmente imunizada. Os dados são da Our World in Data, que coleta e analisa esses dados. 

Segundo a agência de saúde de Guadalupe, a localidade está registrando 32 novas infecções em média por dia, 3% do pico, registado em 16 de agosto passado. Desde o início da pandemia foram registradas no país 55.080 infecções e 823 mortes relacionadas ao coronavírus.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

É fato que ilha francesa está vivendo "cenário de guerra" com protestos contrários à vacinação obrigatória

É fato que ilha francesa está vivendo "cenário de guerra" com protestos contrários à vacinação obrigatória

Reprodução/Arte R7

Últimas