Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

China

MonitoR7 Tenista desapareceu após acusar político chinês de assédio?

Tenista desapareceu após acusar político chinês de assédio?

Nas redes sociais, mensagens alertam para desaparecimento da atleta Peng Shuai, que foi vista pela última vez fazendo acusações de abuso sexual contra figura política da China

Tenista chinesa, Peng Shuai, desaparece após alegações de assédio sexual contra um político chinês

Tenista chinesa, Peng Shuai, desaparece após alegações de assédio sexual contra um político chinês

Freepik

Uma publicação circula nos grupos de mensagem mencionando o desaparecimento da jogadora de tênis, Peng Shuai (35). A postagem fala sobre a carreira de Shuai e ainda cita o jornal europeu, Le Monde, como fonte. Até o momento dessa checagem a mensagem já foi vista cerca de 1,4 mil vezes.

No início de novembro, a tenista usou a rede social Weibo para fazer denúncias contra Zhang Gaoli (75), que costumava ser membro do Comitê Permanente do Politburo, o principal órgão de tomada de decisões da China. Além de integrante do Partido Comunista Chinês, Zhang tinha o título de vice-premiê. Hoje, o político está aposentado.

Em sua conta verificada no Weibo, que seria semelhante ao Twitter, no dia 2 de novembro, a atleta afirmou que o político a teria forçado a manter relações sexuais com ele. As alegações de Shuai, que é ex-líder do ranking mundial de duplas e campeã em Wimbledon e Roland Garros na categoria, foram apagadas minutos depois de postadas. Todas as referências ao caso foram deletadas das redes sociais do país ainda na quarta-feira (4). O caso chegou a circular na mídia local.

Entre 2013 e 2018, período no qual ocupava o lugar de vice-premiê, Gaoli era um dos homens mais poderosos do país. Hoje, é considerado próximo ao atual primeiro-ministro do país, Li Keqiang.

Dentre as publicações apagadas, Shuai fala sobre ter mantido um relacionamento com Zhang e que, após o término, o ex-vice premiê ainda a agredia sexualmente. Nas capturas de tela que registram os relatos da tenista, ela revela ter ficado assustada. “Fiquei com tanto medo naquela tarde, nunca pensei que isso pudesse acontecer”. 

Os órgãos de censura na China proibiram qualquer busca sobre o caso na internet. Na plataforma de busca dominante do país, Baidu, as pesquisas com a palavra "tênis" não mostram nenhum resultado. Desde as acusações da tenista, todas as alusões ao nome da jogadora foram apagadas pelos censores das redes chinesas. Essa é a primeira vez que denúncias desse tipo atingem o alto escalão político da China.

Ainda entre seus relatos, Shuai afirma não ter provas para comprovar suas alegações. Entretanto, Shuai disse que a esposa de Gaoli sabia dos acontecimentos. A tenista não foi vista em público ou fez qualquer aparição desde o dia em que fez as publicações. 

No começo desta semana, o multi-campeão de tênis, Novak Djokovic, comentou sobre o ocorrido com a colega de profissão. Após sua vitória sobre Casper Ruud nas finais da ATP na segunda-feira, Djokovic afirmou ser chocante que ela esteja desaparecida. "Não há muito mais dizer do que esperar que ela seja encontrada, que ela está bem" afirmou o número um do mundo.

A Associação do Tênis Feminino (WTA, na sigla em inglês) pediu para o governo chinês investigar as denúncias de agressão sexual da jogadora Peng Shuai contra o ex-vice-primeiro-ministro, Zhang Gaoli. Em um comunicado, Steve Simon, presidente e executivo-chefe da WTA, pediu uma investigação "completa, justa e transparente" das alegações sobre as agressões sexuais de Zhang. Simon ainda afirmou que "a conduta de um ex-líder chinês envolvendo uma agressão sexual deve ser tratada com a maior seriedade". O presidente também pediu que acabassem com a censura em relação a Peng.

Os dizeres "CHINESE WOMEN SAID ENOUGH" (Mulheres chinesas disseram basta, em tradução livre) estamparam algumas construções, porém não é possível rastrear os locais exatos. A hashtag #WhereIsPengShuai (Onde está Peng Shuai) registra um potencial de alcance de mais de 137 mil usuários.

Apesar da proporção das alegações, até o momento, não houve nenhum pronunciamento político dos envolvidos, tanto do próprio Zhang Gaoli, quanto do Partido Comunista Chinês. 

Portanto, é fato que a tenista chinesa, Peng Shuai, desapareceu após fazer acusações de agressão sexual contra um político da alta cúpula do Partido Comunista Chinês. Desde que fez as alegações, a atleta não foi vista e até mesmo a Associação de Tênis Feminino já expressou preocupação com o ocorrido. Além disso, é verdade que as buscas pelo caso estão sendo censuradas em redes sociais chinesas.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

É fato que tenista chinesa, Peng Shuai, desapareceu após denunciar assédio sexual de Zhang Gaoli, político aposentado na China

É fato que tenista chinesa, Peng Shuai, desapareceu após denunciar assédio sexual de Zhang Gaoli, político aposentado na China

Reprodução/Arte R7

Últimas