Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 9 9240-7777

MonitoR7 'Torta na cara' de executivo defensor de vacinação obrigatória?

'Torta na cara' de executivo defensor de vacinação obrigatória?

Vídeo mostra executivo de companhia aérea atingido por uma torta, e o motivo seria a defesa da vacinação obrigatória

  • MonitoR7 | Do R7

Dirigente de companhia aérea australiana foi atacado durante discurso

Dirigente de companhia aérea australiana foi atacado durante discurso

Reprodução/Daily Mail

A imagem é no mínimo curiosa: um homem, à frente de um púlpito, é surpreendido pela chegada de um manifestante, com semblante fechado, que joga uma torta em seu rosto, enquanto ele discursava durante evento na Austrália.

Nas publicações que acompanham o vídeo, é dito que a vítima do protesto, diretor-executivo de uma companhia aérea australiana, levou a "torta na cara" por causa “de seus mandatos de vacina”.

O vídeo viralizou ao redor do mundo e passou a circular nesta semana em grupos de Telegram no Brasil. Na maior parte das publicações, a explicação para a motivação do protesto envolvia a vacinação obrigatória contra a Covid-19.

No entanto, essa informação é falsa.

O caso, na verdade, ocorreu em 2017, quando Alan Joyce, CEO (Chief Executive Officer) da Qantas Airways, empresa de aviação australiana, discursava em um evento empresarial, em Perth, na Austrália. O agressor, Tony Overheu, foi preso em flagrante após o ataque.

Assista ao vídeo:

O agressor, que tinha 67 anos na época, revelou que jogou a torta no rosto do executivo em protesto contra a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo e também contra Joyce, a quem acusava de estar influenciando questões sociais do país.

Overheu foi condenado, na Corte de Magistrados de Perth, em julho de 2017, a pagar cerca de US$ 3.500 em multa pelo episódio.

Além disso, o idoso foi banido da igreja que costumava frequentar e também da Qantas, companhia aérea que tem Alan Joyce, o atacado com a torta, como diretor-executivo.

Em relação à obrigatoriedade de vacinação entre os funcionários da companha aérea Qantas, Alan Joyce se pronunciou em agosto do ano passado. Em entrevista à imprensa, ele afirmou que a vacinação seria uma exigência "para todos os nossos trabalhadores, na aviação ou nos escritórios". Mas o executivo explicou que aqueles com recomendações médicas para não serem vacinados seriam acomodados com medidas de distanciamento social, exigência de máscara e testes.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe-a para o MonitoR7, que nós checamos para você (11) 99240-7777

Publicação no Telegram usa vídeo antigo, de 2017, como se fosse um protesto feito durante a pandemia de Covid-19, sobre vacinação obrigatória

Publicação no Telegram usa vídeo antigo, de 2017, como se fosse um protesto feito durante a pandemia de Covid-19, sobre vacinação obrigatória

Reprodução/ Artes: R7

Últimas